Festival Y#11 no Teatro das Beiras

cartaz FestivalY#11Covilhã | Auditório do Teatro das Beiras

08.10 | 4ª feira | 21h30 - Teatro do Vestido > teatro
Fragmentos de Um Museu Vivo de Memórias Pequenas e Esquecidas
10.10 | 6ª feira | 21h30 -  Mário Franco Trio > música/jazz
14.10 | 3ª feira | 21h30 - Rafael Alvarez > dança
sweetSKIN
16.10 | 5ª feira |21h30 - Tiago Rodrigues/Mundo Perfeito > teatro
Três dedos abaixo do joelho
21.10 | 3ª feira | 21h30 - Rui Catalão > peça-conferência
A exaustão da confiança
23.10 | 5ª feira | 21h30 - Mariana Tengner Barros > dança
The Trap
25.10 | sábado| 21h30 - Pé de Pano/Peter Michael Dietz > teatro/dança
Medo de ser matéria

Org:   

Deixe o seu comentário

“Farsas per musica” na XVI Festa do Teatro em Setúbal

 

27 de Agosto às 22 horas no Parque do Bonfim

cartaz Festival Setubal“Farsas per música é uma proposta de espectáculo sustentado no perfil de um teatro itinerante de “estrado” e ar livre, numa citação contemporânea do teatro barroco marcado por uma destacada intervenção musical inspirada na tradição do teatro musical burlesco. Construído numa abordagem do teatro no teatro onde os atores de hoje se revêem numa prática artística que é ao mesmo tempo um exercício de representação citando os seus antepassados companheiros de ofício. Este é um espectáculo a partir das farsas: Il Matrimónio Discorde e La Cantarina. Amores, ciúmes, seduções, dinheiro e fingimentos, são ingredientes de um teatro que está prestes a deixar cair as máscaras tipo da comédia del’arte para dar lugar a personagens com traços de carácter realista e rosto humano, anunciadores de mudanças sociais que chegariam com a Revolução Francesa. A aristocracia em decadência e a burguesia em ascensão disputando no palco os seus privilégios materiais e éticas morais num tom burlesco e poético capaz de provocar o olhar curioso e complacente do espectador do nosso tempo.

Texto: Carlo Goldoni | Encenação: Gil Salgueiro Nave | Interpretação: Adriana Pais, Marco Ferreira, Pedro Damião, Silvano Magalhães e Sónia Botelho | Cenários e Figurinos: Luís Mouro | Desenho de luz:Jay Collin | Fotografia: Paulo Nuno Silva | Sonoplastia: Hélder Filipe Gonçalves | Operação de som e luz: Jay Collin

Deixe o seu comentário

CENDREV apresenta Karl Valentin no Teatro das Beiras

imagem_Cartaz_Sem_Data

VOU OU NÃO VOU ESTA NOITE AO TEATRO?

9 e 10 JULHO – 21,45 h

A dramaturgia de Karl Valentin integrou um movimento anti-racional claramente contra a guerra e os padrões estabelecidos para a sua época.
Um teatro que se opõe a qualquer tipo de equilíbrio que combina o pessimismo irónico e a ingenuidade radical. Um teatro que enfatiza o ilógico e o absurdo e que apesar da sua aparente falta de sentido tem como estratégia principal denunciar e escandalizar.
Uma aposta numa dramaturgia que continua a fazer todo o sentido nesta Europa, também hoje caótica, em que a insistência na falta de lógica e na gratuitidade dos acontecimentos deixa de ser um absurdo e passa a funcionar como um espelho crítico de uma realidade incómoda.
Um jogo em redor das palavras com um humor verdadeiramente desconcertante.

Autor: Karl Valentin |  Encenação: José Russo |  Cenografia e Figurinos: Inês de Carvalho assistida por Helena Calvet | Interpretação: José Russo, Maria Marrafa e Rui Nuno  Música: André Penas | Desenho de Luz e Direcção Técnica: António Rebocho 

Org:

logo  40 anos

Deixe o seu comentário

Francisco Ceia apresenta novo livro

Terra da Paciencia webEm 19 de Junho, às 21,30h no Café do Teatro das Beiras, acontece o lançamento do segundo livro de Francisco Ceia “Terra da Paciência”.  A apresentação será feita pela Prof. Drª Antonieta Garcia doutorada em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa e Professora Associada da Universidade da Beira Interior.

No final haverá um pequeno momento musical com o autor do livro.

Org:Teatro das Beiras e União dos Sindicatos do Distrito de Castelo Branco – Intersindical

Deixe o seu comentário

7ª Mostra de Curtas no Teatro das Beiras

7ª MOSTRA 2

Deixe o seu comentário

“Há dias assim…” em Seia

5 de Junho 2014  |  14,30

Casa Municipal da Cultura

hadiasassim1

Armindo, um senhor já de idade, vai dedicando os seus dias a acarinhar a sua neta Rita (com quem vive) e a tentar convencê-la a viajar para o sítio dos seus sonhos. Rita, por seu lado é uma rapariga que saitodos os dias de casa à pressa para o seu emprego. O medo de o perder faz com que trabalhe acelerada e maquinal para tentar satisfazer as vontades do patrão. Mas o cansaço e a exaustão fazem com que vá deixando para segundo plano os laços afetivos, que ficam em falta principalmente com o seu avô. Estes acontecimentos, são presenciados pelo boneco de estimação de Rita, que tinha sido oferecido pelo seu avô quando ela era uma criança. Quando chega o dia em que Armindo decide que não adiará mais a sua viagem, apenas leva consigo uma mala com recordações. O boneco perante a decisão de Armindo, vai aparecer a Rita tocando uma canção que ela conhece. Rita apercebe-se daquilo que está a perder. Quando volta a casa procura pelo avô e não o encontra. Rita vai ter de tomar uma decisão: “ficar ou ir!?”.

Encenação: Pedro da Silva | Interpretação: Pedro Damião e Sara Gabriel |Cenário: Fernando Landeira |Desenho de luz: Jay Collin

Org: Câmara Municipal de Seia/Cultrede

 

 

Deixe o seu comentário

Teatro das Beiras no Festival Sementes

ALMADA  – Teatro Extremo

31 Maio 2014 – 11 e 16,30h

Foto 5Dois vizinhos procuram, desesperadamente, substituir o canto dos pássaros que partiram em busca de outra primavera. As estações mudam, as aves migram e o Homem…este fica, no seu lugar, à espera que as aves regressem, noutra nova estação. A procura obsessiva por algo que lhes ocupe o tempo, acaba por tornar feio, aquilo que é bonito. E os dois vizinhos, desatentos e egoístas, acabam por perder a Primavera, o canto dos pássaros e também a amizade que os unia. Mas, como todos os erros da vida servem para aprendermos e crescermos, também a nossa história encontra a harmonia desejada. Um final afinado!

Criação coletiva da equipe artística do Teatro das Beiras | Encenação: Sónia Botelho | Interpretação: Adriana Pais, Marco Ferreira e Pedro Damião | Cenografia: Criação coletiva | Música: Rogério Peixinho | Desenho de Luz: Jay Collin | Operação de som e luz: Jay Collin | Fotos: Paulo Nuno Silva

Deixe o seu comentário

“Radio Cabaret” em Évora

Radio Cabaret

Teatro Garcia Resende –  28 e 29 Maio | 21,30h

“Radio Cabaret”  é um espetáculo construído a partir  dos textos do comediógrafo alemão Karl Valentin. Num ambiente social de um bairro popular é emitido a partir de um pequeno auditório, (o auditório da  Emissora de Rádio do Bairro), um programa de variedades onde desfilam  personagens-tipo,  criados pelo imaginário daquele que foi um dos autores que no seu exercício de criação teatral,  mais influenciou e determinou o chamado teatro de variedades europeu.

Texto: Karl Valentin | Encenação: Gil Salgueiro Nave | Cenários e figurinos: Luís Mouro | Interpretação: Adriana Pais, Marco Ferreira, Pedro Damião e Sónia Botelho| Desenho de luz: Jay Collin | Fotos: Paulo Nuno Silva.

Org: CENDREV

Deixe o seu comentário

“Linha Vermelha” no Teatro das Beiras

linha_vermelha_web

Como evento complementar à “Conferência de Desenvolvimento Económico Local: O Alimento Como (Base do) Nosso Sustento” – , exibimos o filme “Linha Vermelha”, de José Filipe Costa (2011). Filme este que revisita o afamado “Torre Bela”, filme de 1975 do realizador Thomas Harlan que acompanhou a ocupação revolucionária da herdade com o mesmo nome. Três décadas e meia depois um realizador português questiona a altura e o que vimos: de que maneira Harlan interveio nos acontecimentos que parecem desenrolar-se naturalmente frente à câmara? Qual foi o impacto do filme na vida dos ocupantes e na memória sobre esse período?

Nesta projecção pretendemos discutir o contexto e exemplo da Torre Bela, mas também a função do modelo cooperativo dentro do desenvolvimento económico local, qual a imagem e acesso que temos às mesmas, e o que será preciso realmente para ter uma cooperativa nos dias de hoje.


Argumento: José Filipe Costa |Fotografia: João Ribeiro, Paulo Menezes, Pedro Pinho | Som: Olivier Blanc, Ricardo Leal |Montagem: João Braz | Produtores: Ana Isabel Strindberg, João Matos, José Filipe Costa | Produção: Terratreme Filmes

 

Deixe o seu comentário

Domingo, 18 de Maio de 2014

escadas da trapa

Convidamos toda a comunidade para esta intervenção colaborativa e de celebração:

12h00 – 14h30
Decoração temporária das escadas (flores, plantas, velas…)
Pede-se a cada participante que traga uma vela e uma planta/flor decorativa (se possível)
14h30 – 17h00
Intervenção artística com o desenho de silhuetas de fábricas e engrenagens, operários, dramaturgos e actores no mural do Teatro das Beiras, preenchidas posteriormente com musgo (exemplo:aqui);
16h00
Apresentação da peça “Radio Cabaret”, pelo Teatro das Beiras, no Auditório
17h00
Lanche colectivo
Pede-se a cada participante que traga algo para partilhar
17h30 – 19h30
Danças tradicionais Europeias no pátio exterior do Teatro das Beiras;
19h30
Jantar colectivo livre e partilhado no pátio exterior do Teatro das Beiras
Pede-se a cada participante que traga algo para partilhar
21h00
Projecção da recolha dos testemunhos / entrevistas a “utilizadores” das escadas, “Um Degrau de cada Vez”;
21h30
Leitura de excertos de “A Lã e a Neve”, de Ferreira de Castro pelos actores do Teatro das Beiras

Deixe o seu comentário

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 3.336 outros seguidores