Festival de Teatro da Covilhã 2010 – “O Rei Vai Nu”

8 de Novembro, 10h30 | 14h30

Auditório do Teatro das Beiras

Teatro Extremo, “O Rei Vai Nu”, baseado no conto “ O Fato Novo do Imperador” de Hans Christian Andersen

No ano em que se comemora o Centenário da República, o Teatro Extremo apresenta “O Rei vai nu”, um espectáculo para os mais novos e toda a família, inspirado no conto “O Fato novo do Imperador” de Hans Christian Andersen. Ao público é oferecido um programa com o enquadramento histórico-social.

Era uma vez um rei muito vaidoso. Adorava roupas novas. Dois espertalhões ouvem falar da vaidade do rei e vêem nisso uma oportunidade de enriquecer à custa de Sua Majestade. Apresentam-se como sendo dois tecelões capazes de fabricar um tecido mágico de grande qualidade e beleza e cuja principal característica é a de permanecer invisível aos olhos de quem não seja dotado de inteligência. No dia em que o rei saiu à rua, vestindo as suas roupas novas, toda a gente aplaudia e dava vivas. Ninguém queria admitir que não via nada, ninguém queria parecer estúpido. “Mas ele vai nu”, exclamou um rapazinho. E as pessoas começaram a cochichar. “Há um pequeno que diz que ele vai todo nu!”. “Ele vai nu”, gritou por fim todo o povo. E o rei não teve outro remédio senão admitir que as pessoas tinham razão.

Ficha Artística e Técnica:

Baseado no conto “ O Fato Novo do Imperador” de Hans Christian Andersen; Concepção e Encenação: Isabel Leitão; Interpretação: Bibi Gomes e Rui Cerveira; Música: Duarte Cabaça e Miguel Cervini; Desenho de Luz: Celestino Verdades; Coreografia: Joana Bergano; Figurinos: João Frazão; Cenografia e Adereços: Élio Antunes; Construção do Cenário: Adelino Correia e José Antunes; Assistente das Áreas Técnicas: David Claudino (estagiário da Escola Profissional de Artes e Ofícios do Espectáculo – Chapitô); Grafismo e Fotografia: p2f atelier; Web Master: Filipe Oliveira; Produção Executiva: Sofia Oliveira; Assistência de Produção: Paula Almeida; Divulgação e Publicidade: Nádia Santos Monteiro; Assessoria de Imprensa: Nádia Santos Monteiro e João Queirós; Promoção: Vítor Pinto Ângelo; Co-Produção: Cultideias e Teatro Extremo; Apoio Institucional da Comissão de Comemoração do Centenário da República; Estrutura financiada pelo Ministério da Cultura, Direcção-Geral das Artes, Câmara Municipal de Almada

O Teatro Extremo é uma companhia fundada em 1994. Desde o final de 1999 possui instalações próprias onde apresenta regularmente as suas próprias produções tal como acolhe outras estruturas artísticas, consolidando assim o seu trabalho e criando uma corrente de público.
Os seus objectivos são norteados pela criação, consolidação e amplificação de hábitos de fruição estética e pela a formação de novos públicos ao criar espectáculos de referências contemporâneas reflectidos à luz de valores humanistas.
Para além das criações artísticas e do desempenho como animadores e formadores, a companhia tem organizado, ininterruptamente desde 1996, o Festival “Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público”.  O Sementes assenta na difusão de trabalhos de qualidade no âmbito do teatro e das várias artes performativas, plásticas e outras, sendo já uma referência no circuito de eventos culturais dedicados às gerações futuras tanto em Portugal como no estrangeiro.
Desde 2001 que o Teatro Extremo organiza ainda “Sorriso de Natal”. Este prolonga-se durante um mês de representações descentralizadas e proporciona às crianças do  Concelho de Almada, algumas especialmente carenciadas, a participação numa iniciativa de carácter cultural, que enfatiza o carácter solidário da arte e, nomeadamente, o do teatro. No ano de 2003 juntou 8.784 espectadores.
No ano de 2003 a companhia iniciou em parceria com a Associação de Municípios do Distrito de Setúbal o evento “Saír da Casca”, projecto de formação e apresentação de espectáculos, abrangendo 1408 crianças de todo o distrito.
Além das propostas relacionadas com o pequeno público, o Teatro Extremo cria e apresenta espectáculos para um público adulto.
Para além desta actividade o Teatro Extremo tem permanentemente espectáculos seus em digressão, em Portugal e no estrangeiro.
Desde a sua fundação, a companhia tem regido de forma consequente uma afirmação além fronteiras, das quais destacamos as seguintes acções:a) A co-produção no projecto “Tree Steping Stones” e na peça “Volta ao Mundo em 80 dias”, do European Theatre Network, composto por companhias de Inglaterra, Itália, Alemanha, Grécia, Bulgária e Portugal e que tiveram o seu epílogo: a primeira acção em Diedorf, Alemanha, tendo sido considerada um “Case Studies” pelo sucesso na aplicação de fundos comunitários do programa “Kaleidoscope”, pela Comissão Europeia; e a segunda acção, o espectáculo que estreou em Bishops, Inglaterra, e que se apresentou para o público português no “Sementes – Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público”;b) Participação no Festival de Teatro Português em França;c) Realização de parcerias bi anuais com as companhias espanholas “La Machina”, de Santander e “Arena”, de Torreperogil;d) Co-produção da peça “Dois Perdidos Numa Noite Suja”, de Plínio Marcos, com a companhia brasileira Harém de Teatro – companhia profissional de Teresina, capital do estado nordestino do Piauí. O espectáculo montado e estreado no Brasil e apresentado em Portugal na nossa Sala de Teatro, contava com uma equipe criativa luso-brasileira em que o encenador era o director artístico da nossa companhia, Fernando Jorge Lopes, a dramaturgia esteve a cargo de Arimatam Martins, reponsável artístico da companhia brasileira. Era interpretada por Paulo Duarte, actor do Teatro Extremo e por Francisco Pellé, do lado brasileiro; a cenografia esteve a cargo do cenógrafo residente do Harém de Teatro, Guadalberto e a iluminação foi criada por Assaí Campelo e por Celestino Verdades, um brasileiro e um português;e) Participação no “4th International Childrens Festival of Performing Arts”, realizado em Nova Delhi, em 2003;f) Por último salientamos a montagem de “Velho Palhaço Precisa-se”, que teve a participação do autor romeno radicado em Paris, Matei Visniec, o qual nos honrou com a sua presença aquando da estreia do espectáculo, tal como o encenador belga Joseph Collard, director artístico da companhia “Les Founambules” e do cenógrafo francês, Jean Marc Dercle.
O trabalho do Teatro Extremo é reconhecido por diversas Instituições Públicas e Privadas, das quais destacamos: o Ministério da Cultura; a Câmara Municipal de Almada, que inclusivé nos atribuiu em 2002 a Medalha de Prata de Mérito Cultural da Cidade; as Juntas de Freguesia do Concelho, com as quais assinámos um Protocolo Cultural; a Associação de Municipios do Distrito de Setúbal, a Câmara Municipal de Palmela; a Câmara Municipal do Seixal; a Região de Turismo da Costa Azul; a Fundação Oriente; a Fundação Gulbenkian; a Renault Portuguesa; o Grupo Auchan; o Montepio Geral; a Solrica (Sociedade de Construções) – mecenas do Sementes 2004; e Jofecar (Sociedade de Combustiveis).
Participaram nas actividades da companhia, durante o ano de 2003, mais de duas centenas de estabelecimentos de ensino, tanto do país como do estrangeiro (Espanha e India), contribuindo para a criação de um espaço lúdico que complementa a vertente formativa da escola, desenvolvendo uma relação entre o Teatro e o mundo.
O Teatro Extremo, como companhia de repertório, mantém em cena, o máximo de tempo possivel e de forma a que não comprometa a qualidade da sua apresentação, os espectáculos que vai produzindo. Assim mantemos em cartaz disponíveis para digressão “História Cómico-Marítima”, “Giraldo”, “Amigos e Sarilhos”, “Histórias Dentro de Uma Mala”,  “Velho Palhaço Precisa-se”, “Água” e Lusitânea”.
Por último o Teatro Extremo tem para o futuro um projecto que se relaciona com o conceito de cidade e de cidadania que queremos legar aos vindouros, com a criação de um espaço, amplo, onde as necessidades formativas, lúdicas e criativas façam parte de um todo: “A Cidade das Crianças”.

 

 

 

  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: