Festival de Teatro da Covilhã 2010 – “16_dezasseis”

9  de Novembro, 11h00 | 14h30

Auditório do Teatro das Beiras

Baal 17 – Companhia de Teatro na Educação do Baixo Alentejo, “16_dezasseis”, criação colectiva

O espectáculo 16_dezasseis foi construído a partir de questionários, entrevistas, workshops, conversas de café com os alunos da Escola Secundária de Serpa. Misturámos tudo e extraímos daí um espectáculo de teatro que acontece nesse universo. Um espectáculo que enquanto faz rir, levanta dúvidas, coloca questões, lança debates.

16_dezasseis

O que é ter 16 anos? Como é ter 16 anos? O que é que acontece aos 16? Do que tens medo aos 16?

Não queremos saber a resposta a nenhuma destas perguntas. Na verdade, não queremos descobrir nenhuma resposta. Queremos, sim, encontrar perguntas novas. Queremos provocar debate, confrontar ideias, descobrir alternativas. Fazemo-lo com humor e, principalmente, sem juízos de valor.

São vários os temas abordados no espectáculo 16 _ dezasseis (consumos nocivos, amizade, traição, família…), sendo que a questão “central” é a sexualidade na adolescência.

Catarina é a personagem principal desta história que envolve quatro amigos com idades entre os 16 e os 18 anos. Quando a história acaba, Catarina enfrenta um problema: tem 16 anos e está grávida.

E aqui começa um outro espectáculo – o debate com a assistência, moderado pelo facilitador personagem “fulcral” neste espectáculo de teatro interactivo.

E agora? O que deverá Catarina fazer no futuro e o que poderia ter feito de diferente para não se encontrar nesta situação. Cada “espectactor” pode dar a sua opinião, confrontar directamente a personagem na “cadeira quente”, e até por a sua opinião em prática, subindo ao palco e substituindo a personagem e, quem sabe, mudar o desfecho da história.

Ficha artística16 _ dezasseis: Criação Colectiva

Encenação: Marco Ferreira

Facilitador: Marco Ferreira

Interpretação: Cláudia Medeiros, Filipe Seixas, Rodrigo Martins e Vânia Silva

Dj: Paulo Troncão

 

“No início do passado ano (2008) foi proposto à escola, pela BAAL 17, a colaboração num trabalho de campo para preparação de um projecto cénico sobre as problemáticas enfrentadas pelos jovens (…). Na minha análise, enquanto educador, assistir posteriormente a “16_ Dezasseis”, e ver a forma como os alunos aderiram ao projecto, foi revelador de uma outra visão sobre os jovens com que diariamente partilho o espaço escolar: a atenção, e a forma como colaboraram activamente na busca de soluções que perspectivavam para o termo da peça, fundamentando as suas escolhas e assinalando os erros, ou melhor, as escolhas desacertadas que sua opinião levara ao desfecho que presenciaram (…).”

Director da Escola Secundária de Serpa, Francisco Manuel Lá Féria e Oliveira

“Foi sem dúvida um trabalho e um espectáculo inovador em várias áreas. Primeiro, fez com que a ideia dos alunos mudasse totalmente, uma vez que as peças de teatro informativas ou educativas estavam estereotipadas como aborrecidas ou mesmo inúteis. Esta peça não, não só na minha opinião como na opinião da massa estudantil. Pormenores como a linguagem moderna e corrente utilizada, assuntos como a noite, a sexualidade que são tão habituais nos jovens, foram abordados da melhor maneira, prendendo a atenção do público (…).”

Bernardo Brasão, Aluno da ESS

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: